Trouxeste-me a frescura da aurora,
O despertar de um tempo adormecido.
O teu amor intenso faz-me ser agora,
Liberto das amarras da razão,
Quem nunca fui mas sempre quis ter sido,
Rumando a um mar de sentimento e emoção.

E nesse rumo ao leme vais comigo,
O meu Amor por ti dá-me coragem.
Teu companheiro, teu amor, teu melhor amigo
Prometo ser, com a minha boca na tua.
E como um só, partimos nesta viagem.
Em direcção a casa. Em direcção à Lua.

Voa comigo meu Amor. Vem!
Nunca te sintas insegura.
As nossas almas são quem nos sustém
Para além do tempo, para além do espaço,
Pois é o Amor que cria o texto ou a gravura
Quando a paixão explode em cada frase, cada traço.

3 comentários: