Mês de maio, mês das flores. Mês de maio, mês dos amores .

Este é O mês em que todo um misto de sentimentos vem à flor da pele: o terminar o curso e a comemoração de mais um ano do nosso Amor [aguenta coração!!].
Nunca iria imaginar que um dia os nossos caminhos se iriam cruzar. Acho que nem tu pensaste em tal hipótese. Foi natural e espontâneo, o que tornou tudo mágico. Foi num impulso teu, mas poderia muito bem ter sido meu. 
Penso que, como em tudo, devemos dar também valor aos momentos menos bons, mais que não seja para nos rirmos, agora no presente, de várias situações que se passaram. E aprendermos também, porque isto do amor também é isso: aprender e tornar-mo-nos melhores, todos os dias.
Conquistar-te por completo foi uma luta um pouco difícil - e tu bem sabes disso! - mas acho que passado um tempo - que na verdade foi algum - foste tu a saber valorizar uma relação que, ainda que meio crua e "escondida", poderia vir a ser oficializada. E foi, demorou, mas foi! O que interessa é o presente e o que será o futuro que, ainda que incerto, já se começa a construir. Ficará sempre em falta aquele pequeno detalhe que tanto eu como tu não prestámos muita atenção - a data. Mas, que falha é essa perante o que importa na verdade (?): todos os momentos que vivemos até então e os que ainda viveremos, juntos, porque só assim faz sentido. É quase uma mão cheia que contamos juntos. E espero que sejam precisas muitas mãos cheias daqui para a frente. Todos os dias tento ser uma namorada melhor. E acho que sabes disso. Ainda que tenha um feitio por vezes fodido, valorizo-te sempre: pelo que és e pelo que fazes, por mim, por ti e por nós. Parabéns a nós meu amor!
Amo-te.


Mas mesmo antes de se ter iniciado O mês, o abril acabou da melhor forma com a comemoração das bodas de prata dos meus pais, com testemunho dos genros e filhas e a celebração privada do querido padre A., cá em casa.

1 comentário:

  1. Que venham muitos mais e que compensem as coisas menos boas :) bisou

    ResponderEliminar